Páginas

quinta-feira, 12 de maio de 2011

Hyundai Accent mapeamento de projeção 3D






Hyundai, lança mapeamento de projeção 3D
carro suspenso, projeção 3D e claro um show visual.

terça-feira, 12 de abril de 2011

As 10 principais tendências de mercado


1.Exclusividade
O luxo deu espaço ao exclusivo, o cliente quer ser sentir especial. A ostentação está em baixa desde que a economia norte-americana entrou em crise. O segredo dos dias de hoje, é fazer o cliente sentir que um produto ou serviço, foi feito sob medida para ele. É preciso criar uma conexão emocional com o consumidor.

2.Generosidade
O negócio é fazer o bem responsabilidade, generosidade, ética e preocupação em tornar o mundo e as pessoas  melhores são valores que podem ser usados em favor do lucro. Fazer o bem é muito valorizado.

3.Economia
Formas de fazer as pessoas gastarem menos. Ganhar dinheiro para ajudar as pessoas a ganharem menos parece um contrassenso. Os negócios crescem justamente ao proporcionar vantagens palpáveis  como custo de empréstimos a baixo de mercado e descontos, até mesmo dar produtos de graça é um a forma de lucrar.Hoje há muitos recursos para pesquisar e economizar.

4.Encontro de pessoas
As pessoas querem estar juntas e compartilhar tudo. Em um mundo virtual sem fronteiras de alcance instantâneo, e encontrar afinidades em comum pode ser uma tarefa complexa, as tendências ligadas a tecnologia a massificação de informações cria demanda por serviços que possam ajudar  a organizar direcionar os interesses, bem como assegurar a privacidade.

5.Colaboração
Interatividade é o grande barato do momento, a compra vira um processo coletivo a fronteira criativa entre empresas e consumidores começa a desaparecer. Os clientes não querem apenas comprar querem interagir co a marca  desejam participar do desenvolvimento do produto, serviço  ou experiência.

6.Imediatismo
O consumidor esta impaciente e imediatista, além de querer os produtos e serviços do seu jeito, o cliente quer tudo na hora.

7.Funcionalidade
O produto e o serviço têm que ser realmente útil. O consumidor quer logo verificar a utilidade do produto ou serviço, mais o consumidor deseja vivenciar uma experiência acima das expectativas.

8.Transparência
As tecnologias que promovem a interação entre as pessoas, entre outras conseqüências, estimulam a valorização da verdade. Com informações acessíveis por qualquer um e a qualquer momento, os negócios não vão ter mais bastidores.

9.Bem-estar
Cuidados com o corpo e a alma, qualidade de vida também faz parte da experiência de consumir. Mais e mais clientes compram hoje o conceito da marca e valorizam a mensagem transmitida pelo produto ou serviço.

10.Resgate das tradições
Uma natural volta às raízes. Valorizar o que era bom não é um simples retorno ao passado, funciona como uma retomada de conceitos e sensações soterradas por um mundo cada vez mais plano. A verdadeira tendência consiste em conciliar tradição e modernidade.


Gostou?
Deixe seu comentário ou, melhor ainda, compartilhe com seus amigos!



terça-feira, 18 de janeiro de 2011

Dicas de como vender mais e melhor

 Todos Gostam de café da manhã na cama, roupa passada e comida na mesa, com o seu cliente não é diferente. É preciso oferecer comodidade e opções. É necessário fazer que ele gire em torno do seu Mix. Seu cliente tem que sentir que você vai resolver os problemas dele. É visível quando o cliente penso na compra vem as primeiras barreiras, entrega, se no futuro não vai haver a necessidade de voltar até a loja, formas de pagamento e outras.

Suponhamos que você promove treinamentos corporativos. Depois de vender aquele treinamento para todos os Gestores. Ofereça um Coffee de qualidade, providencie também um mapa da região, a listagem dos melhores restaurantes e opções de lugares interessantes com informações detalhadas. Dê dicas “Aqui você encontra”. Faça seu cliente poupar tempo e ele sempre se lembrará de você! 


 Logo que saiu a lei seca foi interessante ver a atitude de alguns donos de bares que traçaram uma estratégia para o fraco movimento. O cliente vai até o estabelecimento, bebe sua cerveja, aprecia a caipirinha e volta pra casa no serviço de leva e trás. Distração, relaxamento e segurança para o cliente!

A quantidade e qualidade dos serviços valorizam as chances de fidelizar o cliente e seu volume de vendas será maior como conseqüência. Ninguém gosta de se incomodar e soluções sempre são bem vindas.
Quando não podemos realizar determinadas estratégias por falta de verba, a melhor saída são as parcerias, elas fortalecem seu negócio e aumentam seu Mix.




Gostou? Deixe seu comentário ou, melhor ainda, compartilhe com seus amigos!


terça-feira, 11 de janeiro de 2011

Quanto vale o seu produto?

A pergunta que mais escuto é que preço devo colocar em meus produtos, algumas pessoas analisam a concorrência, que é uma estratégia muito boa chamada de BanchMarking que nada mais é que uma analise da concorrência buscando ser mais competitivo. Mas o ponto crucial para essa pergunta esta relacionado ao publico que você visa atingir, se você quer um público elitizado não é apenas cobrar mais caro, tem que oferecer experiências e status.

Um exemplo interessante é uma loja de calçados, esse tipo de produto é tabelado, mas nada impede que a sua margem seja um pouco mais elevada, para justificar isso a loja tem que oferecer condições que expliquem seu preço, para isso você ira levar para o seu cliente uma vida de “REI”.  

Sua loja deve ser confortável, com um layout bonito e claro, seus vendedores devem ser treinados tecnicamente e educados. Todo cliente gosta de dicas e perceber que está falando com alguém qualificado por que isso passa segurança.

Sua loja vai se diferenciar por ter uma maquina de café, capuccino e etc... Jornal do dia, ter uma sala reservada para crianças com brinquedos e vídeo games, e um funcionário treinado para atender essas crianças. Assim as mães podem ficar mais á vontade para realizar suas compras.

Claro essas dicas vão levar experiências diferenciadas e valorização para a sua marca. Você vai ser indicado e terá clientes fieis, porque as pessoas gostam de ser únicas e não ligam para preço quando são bem atendidas.


Gostou? Deixe seu comentário ou, melhor ainda, compartilhe com seus amigos!





segunda-feira, 10 de janeiro de 2011

Dicas de Marketing Pessoal

Marketing pessoal é a carta principal para a valorização da imagem, ainda mais sabendo que o networking é um dos principais meios para se conseguir um emprego por exemplo.


Essa ferramenta é muito importante dentro e fora das organizações, mas como toda ferramenta precisa ser bem utilizada. As pessoas falham quando não se planejam e dentro do marketing planejamento é tudo, conhecer o terreno é essencial para visualizar o sucesso.

Para conseguir um marketing pessoal de qualidade você precisa de um conjunto de características que vão valorizar a sua imagem, claro que como todo bom marketing primeiramente planeje-se.

É necessário que você invista no seu currículo, com cursos de especializações e idiomas, começando pelo português.
Ler sempre foi e sempre vai ser um dos melhores investimentos que você pode fazer por você, procure se comunicar bem, seja bem humorado, sorria, mas cuidado para não ser bobo.

É extremamente importante que você cuide do seu emocional, da saúde-vitalidade. Durma bem, cuide da sua alimentação, faça exercícios, compre roupas e sapatos adequados. O cartão de visita é um coringa, mas não saia distribuindo para qualquer um.

Não adianta você comprar roupas, cuidar do emocional e não fazer as unhas e cortar os cabelos. Seja organizado com os detalhes.
Saia de casa, para expandir sua rede de relacionamentos, não é pra sair tagarelando.

Envolver-se na internet é necessário, hoje estamos com a geração y no mercado de trabalho e nos relacionamentos pessoais e estar dentro dos assuntos da web é interessante para desenvolver determinados assuntos, sem contar que a internet revoluciona e vai revolucionar muito mais.

Analise seu conteúdo constantemente, melhore sua apresentação, identifique oportunidade, relacione-se e claro defina seu preço.

Essas foram as dicas de Marketing pessoal  utilize essa ferramenta a seu favor,assim sem duvida
nenhuma, se tornará um profissional de potencial habilidoso. 



Gostou? Deixe seu comentário ou, melhor ainda, compartilhe com seus amigos!




sexta-feira, 7 de janeiro de 2011

Papo de Marketing

Para fazer marketing, é preciso entender marketing. Quando me perguntam o que é marketing às pessoas tratam como se fosse publicidade.  Marketing não é propaganda ou pelo menos não só propaganda. A publicidade é uma pequena parcela do Marketing, quando relacionado a serviço a parcela da propaganda é reduzida, pois a melhor propaganda é o marketing viral (Boca-a-Boca).
 

O grande Guru do Marketing Philip Kotler tem algumas definições do Marketing, em particular gosto mais dessa:

"Marketing é a função empresarial que identifica necessidades e desejos insatisfeitos, define e mede sua magnitude e seu potencial de rentabilidade, especifica que mercados-alvo serão mais bem atendidos pela empresa, decide sobre produtos, serviços e programas adequados para servir a esses mercados selecionados e convoca a todos na organização para pensar no cliente e atender ao cliente."
Existe outras definições interessantes de Philip Kotler .

Esta definição está no livro mais recente de Philip Kotler, Marketing de A a Z, Editora Campus, 2003. (livro indispensável)

O marketing é um conjunto onde são relacionados marketing pessoal, marketing de relacionamento, marketing digital e por ai vai, mas o foco é sempre o cliente.

Existe uma ferramenta essencial do marketing que todo empresário deveria conhecer, os 4Ps do Marketing.


Produto: como este é visto ou entendido por seu cliente alvo.

Preço: formas de pagamento, parcelamento e precificação (preços acima, abaixo ou na média do mercado).

Praça: onde estará localizado o seu ponto de venda e quais canais você utilizar para chegar até seus clientes.

Promoção: como você divulgará seus produtos e serviços e conquistará seus clientes.


O Objetivo do marketing é atrair e fidelizar clientes tem que oferecer a melhor experiência, muitas vezes os clientes não compram o produto e sim a experiência.

Um exemplo é a StarbucksCofee – eles não vendem simplesmente o melhor café e sim o ambiente, sofá, comunidade que aprecia um bom café, puff’s, Wi fi e assim por diante, pense nisso.


Defina seus Ps de Marketing, valorize o cliente, faça um bom marketing de relacionamento, porque uma marca não muda ela evolui.




Gostou? Deixe seu comentário ou, melhor ainda, compartilhe com seus amigos!